Coder recebe primeira parte da usina de reciclagem de resíduos de construção de Rondonópolis

O equipamento foi adquirido pela Companhia de Desenvolvimento de Rondonópolis (Coder) que vai operar a usina em sua unidade 3 e será a única opção de descarte correto, e com reaproveitamento, desse tipo de material na cidade. 

A Coder já recebeu o primeiro maquinário que faz parte da usina, o separador. O equipamento está no pátio da empresa enquanto aguarda a finalização da obra que vai servir de base de fixação do separador. Essa é a primeira das três etapas por onde vão passar os resíduos para serem reciclados, como afirma o presidente da Coder Argemiro Ferreira. 

Depois de passar pelo separador, os resíduos da construção civil seguem por uma esteira até chegarem no britador que é onde o operador vai escolher que tipo de material final a usina vai produzir. De acordo com Argemiro Ferreira com a usina será possível reaproveitar o material, como pedrisco e pó de pedra, na construção de pavimento primário e na preparação da sub base do solo para receber asfalto. 

Os outros dois equipamentos que completam a usina já estão a caminho da cidade. A Coder já começou a fazer as fundações onde será instalada, no parque industrial Vetorasso, e a expectativa é que em até 80 dias a usina de reciclagem de resíduos da construção civil comece a ser montada e a equipe operacional seja treinada.

Fonte: Rafael Vicentini – Gabinete de Comunicação

Foto: Wheverton Barros – Gcom

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *