Eleições 2020, o eleitor terá a responsabilidade de escolher o melhor para Rondonópolis

A eleição de 15 de novembro próximo, quando será escolhido o futuro prefeito para gerir Rondonópolis até 2024, conta com 8 nomes na disputa da cadeira mais importante do município. Nunca houve número tão grande de candidatos disputando uma eleição para prefeito da cidade.

O eleitor poderá escolher entre os nomes, que vieram de vários seguimentos profissionais como professor, médico, advogado, empresário, engenheiro e até paisagista, para gerir Rondonópolis, uma cidade que tem aproximadamente 250 mil habitantes, sendo a terceira mais populosa e a segunda maior em renda do estado de Mato Grosso.

Gerir um orçamento de mais de um bilhão e cem milhões de reais por ano não é para amador e a responsabilidade de escolher quem vai administrar tanto recurso está nas mãos do eleitor que irá as urnas, para esta escolha tão difícil.

Entre esses nomes tem aqueles que são velhos conhecidos e que estão no meio político há décadas, sempre perambulando entre os cargos de deputado estadual e prefeito municipal, dizendo ser a cereja do bolo, outros se autoproclamando como novo, mas que tem velhas e conhecidas raposas políticas por trás e ao lado de suas candidaturas.

O eleitor, que na maioria das vezes vota pela paixão, nem sempre tem o discernimento para escolher o melhor nome, outros usam o velho bordão “Não vou perder meu voto, por isso vou votar naquele que vai ganhar”, esses são os analfabetos políticos, mais conhecidos como maria vai com as outras.

Na eleição presidencial de 2018, tivemos 11 nomes disputando o cargo maior da nação, entre eles, não tinha um sequer, que realmente fosse estadista, e desse balaio de gatos saiu o que era considerado o menos pior, deu no que deu, hoje vemos um Brasil, indo acelerado rumo ao caos, gerido por um governo pequeno para o tamanho da nação brasileira.

É por estes e outros motivos é que devemos saber escolher entre os candidatos que hoje estão buscando o seu voto para se eleger prefeito de nossa cidade. Não devemos nos iludir com promessas, temos que analisar e pesquisar se realmente tem capacidade para administrar o patrimônio do povo com dignidade e transparência.

Todos irão prometer, mais saúde, mais educação, mais isso e mais aquilo, seria bom que cada um de nós gravássemos estas falas, caso ele venha a se eleger, teremos como cobrar tudo que foi prometido em campanha

O dia 15 de novembro será decisivo para o futuro de Rondonópolis no quadriênio 2021 á 2024 e esta decisão está na mão do eleitor, consciente ou não.

Da editoria

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. Denise disse:

    Excelente artigo de advertência e conscientização. Parabéns a redação .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *