Após não votarem projeto das UTI’S vereadores reconhecem erro e querem sessão extraordinária

 

Parece que o arrependimento bateu no grupo dos 14 vereadores que, em forma de protesto, abandonou a sessão de hoje (21), em razão da decisão do presidente da Câmara Municipal, Roni Magnani (SD) não ter colocado na pauta de votação, a urgência do projeto de Lei que determina uma nova eleição no Legislativo.
Prova disso é que o grupo divulgou no começo da noite uma carta aberta.
No documento, o grupo se coloca à disposição para votar, em sessão extraordinária, para votar os projetos que estavam previstos para hoje e não foram apreciados por falta de quórum, justamente em razão da ausência do grupo dos 14 vereadores.
Numa clara demonstração de que o grupo errou e feio com a decisão de colocar o poder em primeiro lugar, antes mesmo da atividade legislativa.

Folha Regional

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *