Poconé: Investigadores colocaram “Diabo Loiro” na cadeia.

Arlon Augusto Marques, de 26 anos, ocupa um cargo de “disciplina” dentro do Comando Vermelho.

O criminoso de alta periculosidade preso no final da tarde de terça-feira em Poconé foi identificado como Arlon Augusto Marques, de 26 anos. Ele ocupa um cargo de “disciplina” dentro do Comando Vermelho e é conhecido como “Diabo Loiro”.

O mandado de prisão temporária e busca e apreensão foram expedidos com base nas investigações da Delegacia de Poconé foram cumpridos com apoio da equipe da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Cuiabá. A ação faz parte da Operação Vitae, deflagrada pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), para combater a atuação de organizações criminosas em Poconé e região.

Os policiais precisaram fazer uma devassa para conseguir concluir as investigações. Segundo as investigações Arlon Augusto é membro do Comando Vermelho, exercendo o cargo de “disciplina”, na região do bairro Cohab Nova, em Poconé. O investigado era o responsável pela autorização de crimes na região mediante repasse do valor de 20% dos lucros obtidos com as práticas criminosas.

 
WhatsApp Image 2021-10-27 at 16.53.11.jpeg

Durante as investigações, também foi constatado que ele atuava com tráfico de drogas, havendo em sua na residência dele a movimentação típica de tráfico.

Além desses crimes, o traficante também estaria envolvido em crimes de homicídios (tentados e consumados) cometidos a mando da facção criminosa, por vingança ou para ganhar notoriedade dentro do grupo criminoso.

Arlon Augusto possui diversas passagens criminais por envolvimento em crimes de roubo, porte ilegal de arma de fogo, associação criminosa e receptação.

De acordo com o delegado de Poconé, Maurício Pereira Maciel, durante os trabalhos investigativos, foram levantados elementos que demonstram a periculosidade do investigado e a sua dedicação a atividades criminosas.

“Ele é uma pessoa bastante temida além do temor tanto por populares, quando por outros membros do grupo criminoso do qual faz parte, o que faz com que as pessoas tenham receio de pronunciar qualquer informação a seu respeito”, disse.

Diante dos fatos, o delegado representou pela prisão temporária do suspeito pelos crimes de  tráfico de drogas, associação criminosa armada e organização criminosa.

A ordem judicial foi deferida pela Justiça e cumprida nesta terça-feira (26), com apoio dos policiais da Derf Cuiabá. O suspeito foi conduzido à Delegacia de Poconé para as providências cabíveis e posteriormente colocado à disposição da Justiça.

RepórterMT

 

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *