Rondonópolis: Pai que matou colega do filho em centro de umbanda e atirou em jovem é preso.

Investigação apontou homofobia como motivação: pai não aceitava amigos gays do filho.
Pai que matou colega do filho em centro de umbanda e atirou em jovem é preso
Um homem procurado por matar um adolescente dentro de um centro de umbanda, em março de 2021, em Rondonópolis, foi preso nessa segunda-feira (11) na cidade de Iepê, em São Paulo.
 
De acordo com a Polícia Civil, Cleber Rasia Machado, de 39 anos, teve a prisão decretada por matar Victtor Cauã Bianchini Silva, de 17 anos, e atirar em Leonardo Rodrigues da Silva, de 21 anos.
 
As investigações apontaram que, apesar do crime ter ocorrido dentro de um centro religioso, foi constatado que a motivação foi homofóbica, uma vez que Cleber não aceitava as amizades do filho por se tratarem de jovens gays.
 
A polícia conseguiu localizar Cleber no bairro Jardim Real, em Iepê.
 
O assassinato
 
O crime que vitimou o adolescente ocorreu no dia 14 de março de 2021, em uma residência onde funcionava um centro de umbanda, no bairro Residencial Farias, em Rondonópolis.
 
O inquérito que apurou o homicídio do adolescente foi concluído pela Polícia Civil em maio de 2021, com indiciamento do autor pelos crimes de homicídio consumado e dupla tentativa de homicídio.
 
Desde então, com o mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça, o suspeito encontrava-se foragido.

Victtor Bianchini, de 17 anos, (à esquerda) foi morto a tiros e Leonardo Rodrigues (à direita) foi atingido por 3 tiros e sobreviveu
 
Investigação
 
Conforme apurado pela Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da 2ª Delegacia de Polícia de Vila Operária, o crime foi motivado por homofobia e não por intolerância religiosa como pensado no início das investigações.
 
Logo no início das investigações, os policiais receberam informações de que o autor do crime era o pai de um frequentador do centro religioso.
 
Além da morte do adolescente, três disparos também atingiram outras duas pessoas, entre elas o responsável pela realização dos cultos religiosos, que foi socorrido e encaminhado para o hospital, conseguindo sobreviver aos ferimentos.
 
Leiagora
Foto: Divulgação

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *