Pfizer é pressionada a vender vacinas a estados e municípios; entenda


source
Pfizer já ofereceu 100 milhões de doses ao Brasil, mas ainda não houve acordo
O Antagonista

Pfizer já ofereceu 100 milhões de doses ao Brasil, mas ainda não houve acordo

Diante do impasse envolvendo a oferta de 100 milhões de doses da Pfizer ao Ministério da Saúde, governadores e prefeitos pressionam a farmacêutica para que venda vacinas aos estados e municípios, mas a Pfizer já deixou claro que a prioridade é o acordo com o governo federal . As informações do repórter Kenzô Machida, da CNN Brasil.

Segundo a CNN, a Pfizer recebe ligações diárias de governadores como: o do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB); do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), e da Bahia, Rui Costa (PT). Além deles, o governador do Maranhão, Flavio Dino (PCdoB), tenta dar início as tratativas. Prefeitos de pelo menos 10 cidades também tentam acordo com a farmacêutica.

Caso o Ministério da Saúd e não feche contrato com a Pfizer, a empresa pode abrir a venda para estados, municípios e empresas privadas.

A pasta recebeu um novo cronograma de entrega de vacinas da Pfizer, com a promessa de trazer ao Brasil um primeiro lote de vacinas até o final de junho de 2021, no entanto, ainda não houve acordo. Ao todo, seriam 100 milhões de doses até o final do ano. 

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *