Sessão da Câmara de Rondonópolis é encerrada mais cedo após “debandada” de 14 vereadores

Tramite regimental de antecipação da eleição da mesa diretora foi o principal assunto da curta sessão

Divulgação

A sessão da Câmara de Vereadores de Rondonópolis desta quarta-feira (21), de longe foi a mais conturbada dos últimos tempos. Com direito da retirada do plenário de bloco de vereadores, representação do presidente contra colega vereador, acusação de decisão monocrática e sessão encerrada antes do tempo.

Os trabalhos começaram de forma tradicional, como oração, hino nacional e chamada de quórum. O clima esquentou no momento que o presidente Roni Magnani (SD) retirou o regime de urgência de um requerimento de mudança no Regimento Interno da Câmara, que pedia a antecipação da eleição da mesa diretora e que entraria em primeira votação no dia de hoje (21).

Após a suspensão dos trabalhos por 10 minutos para deliberações e a manutenção da decisão de Magnani, o grupo de 14 vereadores decidiu deixar o plenário, e assim não alcançando o número mínimo para realizar as votações das pautas do dia.

O grupo dos 14:

Junior Mendonça

Investigador Gerson

Marildes Ferreira

Reginaldo dos Santos

Adonias Fernandes

Cido Silva

Batista da Coder

Dr. José Felipe

Kalynka Meireles

Ozeas Reis

Marisvaldo

Subtenente Guinâncio

Casa Grande

Paulo Schuh

GazetaMT

 

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *